Menu
Quem Somos
Arqueoastronomia
Arte Rupestre
Merchandising
Artigos
Cursos
Atividades
Cartilha
Projetos
Mapa da ilha
Notícias
Contato
Seja nosso Parceiro!

Atividade Especial - 16 de agosto de 2008

Eclipse Parcial da Lua

O IMMA organizou um encontro especial que englobava várias atividades numa única noite e no mesmo local. Infelismente o céu nublado nao permitiu a observação do fenômeno.

Sábado, 16 de agosto de 2008

Caminhada Arqueoastronômica Especial - Morro da Galheta
Hora: 16:30 (dezesseis horas e trinta minutos)
Ponto de encontro: sede do IMMA - Fortaleza da Barra da Lagoa
Contato: Adnir Ramos, celular 9607-2201 ou 3232-7124

Sequência de Eventos:

a) Observação do nascer da Lua Eclipsada às 17:49
     - não é preciso proteger os olhos.
- o eclipse é melhor observado por meio de simples binóculos
- dependendo do tipo de sensor, as câmeras digitais permitem detectar o escurecimento na borda oeste 15 minutos APÓS o fim da fase parcial. Trata-se da fase penumbral do eclipse que prossegue os instantes do eclipse umbral. Recomenda-se o uso de zoom óptico de 3 a 4x da câmera.

A fase máxima do eclipse ocorreu às 18:09 quando a Lua estava apenas 3 graus de altura.
O fim da fase parcial ocorreu às 19:44.

b) Observação do por-do-Sol às 17:53

c)  Observação da conjunção entre Mercúrio, Vênus e Saturno às 18:20
      Evento observável a olho nu. Melhor visualizado por meio de simples binóculos e facilmente fotografado por meio de câmeras digitais.

d)  Observação da conjunção entre Marte e Beta Virginis (Zavijava) às 18:20
      Evento também observável a olho nu. Melhor visualizado por meio de simples binóculos e facilmente fotografado por meio de câmeras digitais.

e) Observação de Júpiter
      Júpiter é bem visualizado através de lunetas com aumentos da ordem de 30 a 50x. Destaque para as suas 4 luas principais, em especial ao reaparecimento de Io às 20:22


Recomendações

Use roupa apropriada para caminhar nas trilhas e para se proteger do frio, se necessário;
Leve itens necessários para acampamentos: pequenas lanternas, repelente de insetos, etc..
NUNCA ACENDA LATERNAS DURANTE A OBSERVAÇÃO DO CÉU. O olho adaptado ao escuro fica muito sensível a uma grande luminosidade. Antes e depois do eclipse a Lua Cheia iluminará o ambiente de tal forma que as lanternas seriam usadas só em situações emergenciais.

Para saber mais sobre este evento entre em contato conosco.

Voltar